Domingo, 31 de Janeiro de 2010

A Homenagem com cheiro a Título

Quando o assunto é o Benfica, sou por natureza céptico. Já passei a fase das euforias. E o ano passado com o Quique Flores (ainda tem emprego?) aprendi a definitiva lição relativamente a isso. Este ano, junto de todos os que me dizem que "este ano é que é" (cresci a ouvir esta expressão atribuída aos lagartos) eu limito-me a responder "Ainda é cedo"... E é... É cedo, mas o Benfica está com um futebol fantástico, com uma equipa bem montada que permite uma boa gestão do plantel (veja-se o Carlos Martins...) e tem uma massa humana crente que vai empurrando a equipa rumo aos triunfos. Estamos no início de Fevereiro. O ano passado a nossa equipa já tinha claudicado... Este ano vai em primeiro a par de um cada vez mais surpreendente Braga e tem os principais rivais a 6 e a 15 (!!!!) pontos... Mas... "ainda é cedo".

Indo directamente à Curva, os últimos jogos a Norte têm sido muito bons. Bom apoio, bom espírito e uma boa sensação de Grupo. O caminho é esse. Sempre. Na Luz, as coisas são sempre um pouco mais complicadas devido à "frieza" de um sector por vezes grande demais para a dimensão actual do Grupo, no entanto, a "massa humana" da Luz tem acompanhado os seus grupos organizados e como tal os DV são beneficiados por isso. Ontem na Luz o apoio foi razoável e os Diabos voltaram a poder "exprimir" o que lhes ia na alma. Foi homenageada a "nossa" Isabel... Com o devido reconhecimento da Curva que sempre frequentou. Mesmo quem não a conheceu pessoalmente não pode deixar de ter aquele "arrepio na espinha" quando vê uma homenagem como esta.

Os Diabos estão de parabéns por isso... por serem um grupo mesmo diferente...




Carrega Benfica !!!
publicado por velhoestilo às 23:43
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010

O Benfica deu-me uma noite mágica


Pouco me recordo da primeira vez que entrei na Luz. Era muito miudo. Fui com o meu pai a um Benfica-Amora no início dos anos 80. Não me lembro dos jogadores do Benfica. Não me lembro muito do ambiente. Recordo-me de uns apanha bolas de amarelo e pouco mais. Na altura, deveria ter no máximo 5 anos...

Uns anos mais tarde voltei à Luz. Lembro-me bastante bem desse jogo. Setembro de 90. O adversário era o Penafiel que tinha um "caceteiro" chamado Valtinho. O Benfica jogou de 1 a 11 (nessa altura era mesmo de 1 a 11) com o Silvino, o Veloso, o William, o Zé Carlos, o Schwarz, o Hernani, o Paneira, o Thern e o Paulo Sousa. No ataque o Rui Águas e o Isaías. Era fácil decorar este 11. Conhecia quase todos os jogadores do Plantel. E de ano para ano não mudava muito. Ganhamos 2-0 com dois golos do Águas (nesse ano foi o melhor marcador do Campeonato à frente do Domingos). Voltei apenas uma vez essa época. Festa do Titulo com o Beira Mar. No terceiro anel ainda sem tribuna de imprensa. Com os quadros electrónicos ainda a funcionar, com as caras dos jogadores com uma definição horrível (lembram-se do Neno?) e com jogos à tarde. Sim. Era tudo à tarde. Os clássicos e os derbies raramente davam em directo nas TV's e jogavam-se à tarde. As Noites eram para as galas europeias. E tive a felicidade de ver grandes jogos na Luz. Com a Juventus, com o Parma, com o Leverkusen (com o golo do Isaias a garantir um empate nos 90 minutos...), com o Milan (maldito Simone em Milão) e por aí fora... (e invejo sempre o Jorge quando me fala do Benfica - Marseille do Vata... Não acredito que se repita uma noite assim).

Sempre na "velhinha" Luz... Com as redes brancas com aqueles espigões, com o fosso, com... a alma que tinha.

Desfilaram na nossa Luz jogadores fantásticos... muitos no Benfica, outros dos nossos adversários. A Juventus tinha um 11 de caderneta da Panini do Mundial. O Moller, o Kholer, o Vialli, o Baggio, o Torricelli, o Peruzzi e o "maldito" Ravanelli ... O Milan era um Milan fantástico. Já não era o dos 3 holandeses que nos "lixaram" na final, mas tinha uma equipa brutal. Savicevic, Weah, Baresi e Maldini. O Donadoni ainda dava uns toques na altura...

Na passada segunda tive um "cheirinho" dessa década de 90 que teve do melhor e do pior do Benfica. Foi fantástico rever ídolos de menino. Se nunca vi jogar o Capitão Humberto, o Pietra, o Nené e o Valido (na realidade do Valido só me lembro de o ver jogar no Amora na divisão de Honra)e de apanhar o Shéu e o Chalana já no fim foi com um misto de emoção e saudade que vi subir com a "camisola berrante" ao novo palco da Luz nomes como o Neno, o Paneira, o Rui Costa, o Hélder, o Capitão Veloso, o Mozer, o Valdo, o Rui Águas e os dois (do fantástico trio) suecos: Schwarz e Magnusson. Gostei de ver o Dimas (não era um dos melhores defesas esquerdos do mundo mas não acredito que não tenhamos tido saudades dele até aparecer o Leo...) e o Abel Xavier. Confesso que não suportava o Abel no Benfica. Era um "patinho feio", mas merece o meu respeito: por Leverkusen, pela carreira e por nunca ter falado mal do Benfica. E muito assobiado foi na Luz. Do Abel Silva não tenho grandes recordações. A imagem que tenho dele é a correria em Riadh no Mundial de Juniores e pouco mais. E que dizer do Karel Poborsky? Metido em algumas das piores equipas do Benfica era fantástico. Lembro-me de acordar após um dia de aulas ... ligar a TV e ver o Luís Carlos (o Cantona de Chelas)... de repente... O Karel... O Karel do chapéu mítico ao Baía... No Benfica... Fantástico (como o iríamos pagar era outra história). Depois os mais recentes. Os dois gregos (Karagounis a Katsouranis) e o Miccoli. Simplesmente (para mim) o jogador mais "entusiasmante" que vi jogar no Benfica. E segunda, mais uma vez, só lhe faltou "fazer chover"... Faltam 3. O Miguel e o Manuel Fernandes. Tinham tudo para ser notáveis e fazer parte deste Olimpo. Não quiseram. Paciência. Não sei o que faziam ali envergando aquela "maglia". E o Paulo Madeira? Bem... Jogou em más equipas do Benfica, tinha a mania que marcava livres e ainda trabalhou (trabalha ??) com o Paulo Barbosa... Se por um lado compreendo a presença... por outro...

E as faltas? Quem "levou" falta? Pois bem, e cronologicamente na minha existência na Luz: O Bento (que já cá não está), o Ricardo Gomes, o Jonas Thern, o Isaias, o César Brito (por um par de razões), o Vata, o João Pinto (eu sei... mas bolas... até eu admito que andou com a equipa as costas tantos anos...), o Futre (aquela final da Taça ao Boavista e não ter saído sem "ajudar" o Benfica merecem o meu eterno respeito... apesar de ser um lagartão...), o Kulkov e o Iuran (por várias razões e pelo Arsenal), o São Michel de Liege: a muralha Preud'Homme, o Amaral (o coveiro), o Gamarra (o melhor central que vi no Benfica), o Enke (que também já cá não está), o Van Hooijdonk (o melhor ponta de lança que vi no Benfica pós Rui Águas e pré-Cardozo), o Simão teve mas não jogou... que pena, o Petit, o Argel, o Ricardo Rocha e o Leo. E se pudesse trazer alguém do "lado de lá" escolhia o Vitor Baptista... que segundo o meu pai foi o melhor jogador que viu no Benfica.

Agradeço ao Benfica por esta noite. Agradeço a quem teve a ideia brilhante de misturar ex-jogadores com o plantel actual (existirá melhor passagem de mística) e agradeço também ao Zidane e ao Ronaldo pelo lote fantástico de craques que trouxeram à Luz. Só faltou o Maradona, o Cantona e o Le Tissier para a minha noite ser perfeita.

Ah... e agradeço a todos vocês que me acompanham na Luz e ao meu pai... que me meteu o "bichinho"

Foi porventura das Noites em que mais me orgulhei em ser do Benfica... Fantástica !!!

PS: O Magnusson foi literalmente a Estrela Maior...
publicado por velhoestilo às 22:02
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Terça-feira, 26 de Janeiro de 2010

Assim de fugida...

Tenho tido tanta coisa que me apetece partilhar convosco, mas tenho tido tão pouco tempo para o fazer...

Ontem foi uma noite fantástica na Luz. Arrepiei-me com tanta coisa que me apetece escrever linhas e linhas acerca disso.

Fica para amanhã...

Hoje, por intermédio de um dos meus melhores amigos "tropecei" neste texto...

Fiquei com aquela lágrima no canto... Está fantástico. Isto é o Benfica... Com Vénia a meio campo...
publicado por velhoestilo às 23:35
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

Ausentes... Presentes !


Vitória categórica do Benfica no Funchal em jogo atípico.

Pela parte a que nos (DV) toca... Dedicado à Isabel...

Carrega Benfica !!!
publicado por velhoestilo às 00:26
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2010

LFV Descodificado

Desfolhava o Público na minha (curta) hora de almoço quando deparei com este artigo de Opinião do Bruno Prata.
Confesso que não li a entrevista do LFV à BOLA mas ao ler o artigo do BP não posso deixar de concordar com muitas coisas que escreve.

Na íntegra:

"A quadra natalícia é propícia a entrevistas às figuras do futebol português. Desta feita, os jornais desportivos investiram no ex-craque Figo (Record), no empresário Jorge Mendes (A Bola) e num dos treinadores da moda, André Villas-Boas (O Jogo). Apostas diferentes, mas qualquer uma delas a resultar minimamente interessante, sendo que as duas primeiras ocorreram na sequência da eleição das figuras do ano pelos respectivos diários. Mas a entrevista que acabou por cativar maiores audiências deve ter sido a de Luís Filipe Vieira (n’A Bola), porque não é à toa que se preside ao clube com maior número de adeptos, mais a mais quando eles andam (justificadamente) entusiasmados com o rendimento da sua equipa. Esmiucemos então as principais passagens de uma entrevista ao líder do Benfica em que se tentou fazer o balanço de sete anos de presidência (e mais dois como gestor do futebol).

Primeiro que tudo, Vieira procurou enfatizar o seu papel na recuperação da credibilidade do clube, bem como na dotação deste com as infra-estruturas funcionais e modernas que tem hoje. Realçou ainda o aumento exponencial do número de sócios, que acredita poder chegar aos 300 mil. É razoável que o tenha feito, até porque são aqueles os seus principais méritos, mesmo que uma parte deles tenha de ser dividida com parceiros de direcção, designadamente os relativos à retoma financeira e à construção do estádio e do centro de estágio.

A verdade é que o Benfica tem hoje credibilidade junto da banca e dos fornecedores, e voltou a ser respeitado no mercado e nas instâncias internacionais, o que não é coisa pouca, se recordarmos a herança catastrófica deixada pela gestão pirómana de Vale e Azevedo – e isso é hoje reconhecido até por aqueles que o apoiaram e defenderam praticamente até ao fim, quando, de forma assumida ou dissimulada, ainda viviam obcecados e iludidos com a possibilidade de estar ali alguém capaz de derrubar o poder de Pinto da Costa...

Parece assim justificada a seguinte afirmação de Vieira: “O Benfica voltou a ter futuro, em contraste com aquilo que encontrei quando aqui cheguei”. Aproveita ainda a oportunidade para reclamar os méritos das renegociações dos contratos publicitários e da criação do fundo de jogadores pelo próprio Benfica, prometendo a obtenção de novas ou mais gordas receitas com as vendas dos direitos televisivos e do naming do estádio.

Ou seja, Vieira destaca os predicados da sua gestão financeira, mas insistindo invariavelmente na vertente da receita, o que não deixa de ser meritório, mesmo num clube que é uma autêntica fábrica de fazer dinheiro (as receitas operacionais aumentaram 25 por cento no último exercício da SAD). Provavelmente não por acaso, ignora o outro lado da moeda, o da despesa, cujo descontrolo (principalmente dos custos com o pessoal e com as transferências) fez com que o relatório e contas de 2007/08 assinale a vermelho 34,8 milhões de euros e o aumento do passivo em quase 43 por cento.

É justo sublinhar que esta discrepância não é um pecado exclusivo do Benfica, estando o FC Porto em circunstâncias idênticas, com os seus administradores a revelarem-se igualmente mais preocupados com o aumento da receita e pouco com o controlo dos custos. Por não ter a mesma capacidade de inventar dinheiro, tivemos durante algum tempo um Sporting mais parcimonioso, mas bastou o afundamento na tabela classificativa para que o sentido de poupança fosse deitado às malvas.
A propósito da gestão financeira, Vieira deu uma bicada no FC Porto, porque só podia estar a ser dirigida ao clube portista esta afirmação: “O que mais me estranha é que outros clubes que não passaram pelas dificuldades que nós passámos, que estiveram repetidamente na Liga dos Campeões e que vendem regularmente jogadores, só consigam apresentar lucros mínimos ou mesmos prejuízos”.

De facto, mesmo com as milionárias vendas de jogadores, a SAD portista apresentou, no exercício de 2008/09, um resultado líquido positivo de apenas 5,5 milhões de euros, sendo ainda verdade que os custos com o pessoal subiram 22 por cento, que o passivo aumentou 12,4 milhões e que a sociedade devia então à banca 70 milhões.
Há muito que é público e notório que o FC Porto faz uma gestão de alto risco. Porque todos os anos precisa de gerar, pelo menos, 35 milhões de euros na venda de jogadores para poder manter a sua política de investimentos e, ao mesmo tempo, continuar a apresentar resultados financeiros minimamente equilibrados. A grande diferença é que, com esta gestão, o FC Porto sagrou-se campeão mundial, venceu uma Liga dos Campeões, uma Taça UEFA e seis das últimas sete edições da liga portuguesa...

Nitidamente menos à-vontade quando a conversa deriva para o rendimento desportivo, Vieira procura passar a ideia de que primeiro foi preciso apagar os fogos, arrumar a casa e criar as estruturas físicas e humanas. E que só agora é que os resultados da equipa passaram a ser a principal prioridade. A mensagem é inteligente e passa com facilidade, mas perde eficácia quando se leva em conta o facto de o Benfica já ir na terceira época a investir mais de 25 milhões de euros em novos reforços.

Mesmo tendo em conta que o actual sucesso desportivo também deriva de algumas boas escolhas de jogadores efectuadas no passado recente, principalmente há um ano atrás, a verdade é que o Benfica cometeu durante este período erros de casting com jogadores e ou treinadores. De alguma forma, Vieira acaba por fazer mea culpa na entrevista: “Não há segredo. Contratámos um bom treinador – aquele que era desde há muito a minha escolha”. Efectivamente, uma boa parte da diferença talvez resida aí, só não se compreendendo por que razão não impôs mais cedo a opção por um técnico que não se cansa de elogiar e que diz querer manter por muitos anos na Luz.

Vieira diz ainda que “mal do Benfica quando tiver de ter um presidente remunerado”. É uma opinião discutível, porque os estatutos das sociedades desportivas permitem-no e porque em toda a Europa há grandes clubes com gestores profissionais. A destrinça devia ser em torno da competência ou da falta dela. Mas a opinião de Vieira é certamente muito popular junto dos adeptos. E se há coisa que o líder do Benfica sempre tem sabido fazer é gerir a sua relação com quem o elege.

O presidente do Benfica aproveitou ainda para desvalorizar as decisões judiciárias que têm ilibado boa parte dos acusados no Apito Dourado e não deixou de ser certeiro quando afirmou que “o importante é garantir que situações como aquelas que foram conhecidas e denunciadas não voltem a repetir-se no futebol português”. De facto, o efeito profiláctico é bem capaz de ser o principal dado positivo do processo que chegou a ameaçar todo o edifício do futebol nacional. Assim tenham vergonha na cara alguns dos seus (tristes) protagonistas."




E ainda:

"Contratações de Inverno bem explicadas

Algo que Luís Filipe Vieira explicou na entrevista de forma bem sustentada foram as ordens de compra que o Benfica já deu nesta reabertura do mercado de transferências. As compras dos avançados Kardec e Éder Luís e do médio defensivo Airton, num total de investimento de 7,3 milhões de euros, parecem uma aposta inteligente.

Primeiro, por ser uma medida de antecipação às saídas que deverão verificar-se no final da época, como Vieira quase rotula de inevitáveis. O Benfica meteu “a cave” neste jogo de poker em que, do ponto de vista financeiro, parece participar esta época. O grau e o número de deserções irão, claro, depender muito dos resultados desportivos. Por isso, comprar antes de vender pode ter vantagens, até do ponto de vista das exigências financeiras colocadas pelos clubes vendedores, por sinal todos brasileiros. Depois, porque o Benfica investiu em três jovens promessas com currículo nas selecções do Brasil. A sua chegada imediata irá permitir uma integração gradual, aumentando ainda a qualidade das segundas linhas à disposição de Jorge Jesus, que passa, por exemplo, a ter um substituto credível para Javier Garcia.

O facto de o nome de Rui Costa não ter sido referido uma única vez em quatro páginas de entrevista tanto pode querer dizer alguma coisa como ter sido uma mera coincidência."

Em relação ao último parágrafo, fico igualmente com interrogações: se é verdade ou se é puro terrorismo jornalístico ?

Já agora, e aproveitando a boleia em relação ao LFV há que dar os parabéns ao Presidente por finalmente se ter livrado desta chaga. A interrogação que coloco aqui é: Porquê só agora o pedido?

Carrega Benfica !!!

PS: São cada vez mais as notícias que dão conta do empréstimo do Nuno Gomes a um clube estrangeiro. Espero que não aconteça. São coisas como estas que custam balneários... e campeonatos.
publicado por velhoestilo às 13:19
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Terça-feira, 5 de Janeiro de 2010

Quem Não é do Nuno Gomes...

... Não é do Benfica !!!
publicado por velhoestilo às 09:08
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29


.posts recentes

. Game Over... Insert Coin....

. A ingrata final

. De Londres a Lisboa...

. Á Campeão

. Um Campeão Renovou

. Até Quando?

. É OFICIAL

. Adepto

. Enorme Minoria

. Comunicado Diabos Vermelh...

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.tags

. todas as tags

.links

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds