Domingo, 30 de Setembro de 2007

Sintam a diferença

Finalmente chegou o importante Derby.
A importância deste jogo extravasa sempre as quatro linhas e este ano era de capital importância para os ultras envolvidos. Vamos por partes.
Do lado sportinguista qual será a grande vantagem dos seus grupos estarem devidamente regulamentados? Puderam entrar com o seu material de apoio? Não. Puderam entrar no Dragão? Sim. Não são ambos os jogos de “alto risco”? Sim. Quem é responsável por os grupos entrarem ou não com as coisas? Hum?
Do lado Benfiquista vitória em toda a linha. Os NN mostraram o seu desagrado com a excelente tochada no início da partida. Ao contrário de situações anteriores as mesmas voaram para o relvado para a zona de “stewards” e “spotters”. E à semelhança de situações anteriores fica demonstrado que a segurança nem tudo controla. O caminho é o diálogo com os grupos. E notícias do diálogo até agora…
Nos Diabos uma boa prestação. O sector vazio a criar impacto. A entrada também e a reacção dos adeptos e associados “vizinhos” ao Sector Ultras não poderia ser melhor. A frase “Sintam a Diferença” fez todo o sentido. O facto de a faixa dos DV não ter sido retirada do sector demonstra um abrandamento da atitude de quem dá as ordens para o mesmo. Será por pressões internas no Benfica? Pelas pressões dos grupos e dos “simples” sócios do SLB? Ficam as interrogações mas pelos vistos algo começa a mudar. E é bom que mude mesmo, porque os grupos do Benfica já demonstraram que não vão parar nem de apoiar o seu Clube nem de contestar as medidas injustas que os responsáveis do Benfica continuam a impor.
Apenas mais dois apontamentos: a pressão policial fora do estádio foi enorme. Na praça em frente às sedes de ambos os grupos mais uma vez viveram-se momentos de tensão. Entrada na Sala de Convívio à bastonada, tentativa de impedimento de os DV que se encontravam na sede irem para o estádio, continuas atitudes provocatórias de uma força que aproveitando o estado do tempo e a fraca permanência de pessoas junto as sedes resolveram mostrar uma força bruta sem qualquer motivo. Não fazemos ideia que manuais são distribuídos ao Corpo de Intervenção da PSP nem que estilo de instrutores possuem, a verdade é que são cada vez mais talhados para missões no Iraque ou no Kosovo que para jogos de futebol. E desta vez até trouxeram os fiéis amigos (não os bacalhaus, mas os cães) para intimidar. Onde estavam o Sr. Laurentino Dias e o Sr. Hermínio Loureiro para verem o que os adeptos sofrem? A assistir a mais alguma conferência dos polícias europeus? Será que lhes ensinam este estilo de coisas?
Um abraço para a secção de pintura do SLB que dedicou a sua manhã a apagar os rastos de contestação que como por magia apareceram um pouco por todo o complexo da Luz na manhã do Derby. Só faltou a tinta branca ter sido substituída por azul. Era assim que gostavam não?
publicado por velhoestilo às 18:21
link do post | comentar | favorito

Sintam a diferença

Finalmente chegou o importante Derby.
A importância deste jogo extravasa sempre as quatro linhas e este ano era de capital importância para os ultras envolvidos. Vamos por partes.
Do lado sportinguista qual será a grande vantagem dos seus grupos estarem devidamente regulamentados? Puderam entrar com o seu material de apoio? Não. Puderam entrar no Dragão? Sim. Não são ambos os jogos de “alto risco”? Sim. Quem é responsável por os grupos entrarem ou não com as coisas? Hum?
Do lado Benfiquista vitória em toda a linha. Os NN mostraram o seu desagrado com a excelente tochada no início da partida. Ao contrário de situações anteriores as mesmas voaram para o relvado para a zona de “stewards” e “spotters”. E à semelhança de situações anteriores fica demonstrado que a segurança nem tudo controla. O caminho é o diálogo com os grupos. E notícias do diálogo até agora…
Nos Diabos uma boa prestação. O sector vazio a criar impacto. A entrada também e a reacção dos adeptos e associados “vizinhos” ao Sector Ultras não poderia ser melhor. A frase “Sintam a Diferença” fez todo o sentido. O facto de a faixa dos DV não ter sido retirada do sector demonstra um abrandamento da atitude de quem dá as ordens para o mesmo. Será por pressões internas no Benfica? Pelas pressões dos grupos e dos “simples” sócios do SLB? Ficam as interrogações mas pelos vistos algo começa a mudar. E é bom que mude mesmo, porque os grupos do Benfica já demonstraram que não vão parar nem de apoiar o seu Clube nem de contestar as medidas injustas que os responsáveis do Benfica continuam a impor.
Apenas mais dois apontamentos: a pressão policial fora do estádio foi enorme. Na praça em frente às sedes de ambos os grupos mais uma vez viveram-se momentos de tensão. Entrada na Sala de Convívio à bastonada, tentativa de impedimento de os DV que se encontravam na sede irem para o estádio, continuas atitudes provocatórias de uma força que aproveitando o estado do tempo e a fraca permanência de pessoas junto as sedes resolveram mostrar uma força bruta sem qualquer motivo. Não fazemos ideia que manuais são distribuídos ao Corpo de Intervenção da PSP nem que estilo de instrutores possuem, a verdade é que são cada vez mais talhados para missões no Iraque ou no Kosovo que para jogos de futebol. E desta vez até trouxeram os fiéis amigos (não os bacalhaus, mas os cães) para intimidar. Onde estavam o Sr. Laurentino Dias e o Sr. Hermínio Loureiro para verem o que os adeptos sofrem? A assistir a mais alguma conferência dos polícias europeus? Será que lhes ensinam este estilo de coisas?
Um abraço para a secção de pintura do SLB que dedicou a sua manhã a apagar os rastos de contestação que como por magia apareceram um pouco por todo o complexo da Luz na manhã do Derby. Só faltou a tinta branca ter sido substituída por azul. Era assim que gostavam não?
publicado por velhoestilo às 18:21
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Setembro de 2007

Se a "anormalidade"pagasse imposto

O Santana Lopes é que tem razão.. Este país tá doido. E já tinhamos saudades destas pérolas da porta-voz. Onde é que tiraste o curso ???


"Derby: 600 polícias, com acompanhamento a claques e «grupos organizados»

A operação de segurança do «derby» vai envolver 600 agentes da polícia. Os planos da PSP foram revelados esta sexta-feira e passam pelo enquadramento das claques do Sporting, mas também daqueles a que a polícia chama «grupos organizados» do Benfica.

As claques do Benfica não procederam ao processo de legalização e o clube anunciou que não lhes seria permitido levar para a Luz este sábado qualquer tipo de material.

Na conferência de imprensa desta sexta-feira, a subcomissária Paula Monteiro adiantou o número de elementos esperados e disse que se previam «dois mil ex-No Name Boys e mil ex-Diabos Vermelhos». Do Sporting viajam até à Luz 700 elementos da Juve Leo, 450 do Directivo XXI e 250 da Torcida Verde».

Quanto à questão da proibição de os adeptos levarem material como tarjas ou outros, a polícia diz que é um assunto do Benfica, mas que intervirá se for chamada a isso."

In Maisfutebol

publicado por velhoestilo às 17:42
link do post | comentar | favorito

Se a "anormalidade"pagasse imposto

O Santana Lopes é que tem razão.. Este país tá doido. E já tinhamos saudades destas pérolas da porta-voz. Onde é que tiraste o curso ???


"Derby: 600 polícias, com acompanhamento a claques e «grupos organizados»

A operação de segurança do «derby» vai envolver 600 agentes da polícia. Os planos da PSP foram revelados esta sexta-feira e passam pelo enquadramento das claques do Sporting, mas também daqueles a que a polícia chama «grupos organizados» do Benfica.

As claques do Benfica não procederam ao processo de legalização e o clube anunciou que não lhes seria permitido levar para a Luz este sábado qualquer tipo de material.

Na conferência de imprensa desta sexta-feira, a subcomissária Paula Monteiro adiantou o número de elementos esperados e disse que se previam «dois mil ex-No Name Boys e mil ex-Diabos Vermelhos». Do Sporting viajam até à Luz 700 elementos da Juve Leo, 450 do Directivo XXI e 250 da Torcida Verde».

Quanto à questão da proibição de os adeptos levarem material como tarjas ou outros, a polícia diz que é um assunto do Benfica, mas que intervirá se for chamada a isso."

In Maisfutebol

publicado por velhoestilo às 17:42
link do post | comentar | favorito

Depois de casa roubada...

Andam os Diabos e demais grupos “lutadores” (Ndr: aqueles que não se venderam a troco de bilhetes e ajudas dos clubes logo à primeira leva…) a pedir isto e tem de ser um Inglês a vir dar lições ao nosso dirigismo.

Ao menos o Steven Powell sabe do que fala, e não é como a APA (Associação Portuguesa do Adepto em http://www.apadeptos.org/) que se baseia em almoçaradas e alegres tertúlias na já extinta (felizmente…) Bancada Central da TSF.

Pode ser que a sugestão do Presidente da Liga não caía em saco roto para os lados da Luz, Belém, Aveiro, etc etc etc

Faz nos um pouco de confusão como pessoas cujas funções profissionais exigem que lidem com comportamento de massas ignorem leis tão básicas… Ou será falta de competência? Onde é que esta gente tira os seus cursos? Na Independente? Bem, é melhor deixar de interrogações antes que o Primeiro encerre o Blog…

O texto publicado no Record On Line integral:

“Claques devem ser integradas

CONFERÊNCIA APELA AO DIÁLOGO

O combate à violência no futebol passa pela inclusão dos próprios adeptos, das claques, no debate da questão. A chave para a tolerância zero à violência foi deixada ontem por Steven Powell, director da federação de adeptos de futebol britânicos, orador na conferência internacional sobre o tema, que hoje termina em Lisboa.

Organizado pela Associação das Ligas Europeia de Futebol Profissional (EPFL), o encontro conta com os apoios do governo português e da Liga. Laurentino Dias, secretário de Estado do Desporto, concordou com Steven Powell e recordou a legalização das claques de futebol. “O processo está em vias de ficar concluído e em breve teremos 12 claques legalizadas”, frisou, concluindo que “não se pode avançar usando a repressão e as ameaças”.

Hermínio Loureiro, líder da Liga, sublinhou que este “é o grande debate sobre a questão da violência” e que desta conferência “sairão importantes normas para o futuro”.

No primeiro dia falaram ainda Thomas Weinmann (porta-voz dos representantes das claques da liga alemã), Fernando Sousa (FC Porto), Mário Patrício (Sporting), Paulo Silva (Benfica), Bryan Drew (director da Unidade da Polícia no Futebol britânico) e Frédéric Thiriez (presidente da Liga francesa).”

In Record

publicado por velhoestilo às 16:46
link do post | comentar | favorito

Depois de casa roubada...

Andam os Diabos e demais grupos “lutadores” (Ndr: aqueles que não se venderam a troco de bilhetes e ajudas dos clubes logo à primeira leva…) a pedir isto e tem de ser um Inglês a vir dar lições ao nosso dirigismo.

Ao menos o Steven Powell sabe do que fala, e não é como a APA (Associação Portuguesa do Adepto em http://www.apadeptos.org/) que se baseia em almoçaradas e alegres tertúlias na já extinta (felizmente…) Bancada Central da TSF.

Pode ser que a sugestão do Presidente da Liga não caía em saco roto para os lados da Luz, Belém, Aveiro, etc etc etc

Faz nos um pouco de confusão como pessoas cujas funções profissionais exigem que lidem com comportamento de massas ignorem leis tão básicas… Ou será falta de competência? Onde é que esta gente tira os seus cursos? Na Independente? Bem, é melhor deixar de interrogações antes que o Primeiro encerre o Blog…

O texto publicado no Record On Line integral:

“Claques devem ser integradas

CONFERÊNCIA APELA AO DIÁLOGO

O combate à violência no futebol passa pela inclusão dos próprios adeptos, das claques, no debate da questão. A chave para a tolerância zero à violência foi deixada ontem por Steven Powell, director da federação de adeptos de futebol britânicos, orador na conferência internacional sobre o tema, que hoje termina em Lisboa.

Organizado pela Associação das Ligas Europeia de Futebol Profissional (EPFL), o encontro conta com os apoios do governo português e da Liga. Laurentino Dias, secretário de Estado do Desporto, concordou com Steven Powell e recordou a legalização das claques de futebol. “O processo está em vias de ficar concluído e em breve teremos 12 claques legalizadas”, frisou, concluindo que “não se pode avançar usando a repressão e as ameaças”.

Hermínio Loureiro, líder da Liga, sublinhou que este “é o grande debate sobre a questão da violência” e que desta conferência “sairão importantes normas para o futuro”.

No primeiro dia falaram ainda Thomas Weinmann (porta-voz dos representantes das claques da liga alemã), Fernando Sousa (FC Porto), Mário Patrício (Sporting), Paulo Silva (Benfica), Bryan Drew (director da Unidade da Polícia no Futebol britânico) e Frédéric Thiriez (presidente da Liga francesa).”

In Record

publicado por velhoestilo às 16:46
link do post | comentar | favorito

Seja Bem Vindo Sr. Director...

Amanhã há Derby e as expectativas são elevadas para o que poderá acontecer.

Nos últimos dias várias notícias apareceram a esclarecer e a baralhar a posição do Benfica em relação aos seus Adeptos.

Na Amadora, o treinador Camacho elogiou os mesmos adeptos, dizendo que são os melhores do mundo. Quem foi à Amadora sabe quem foram os presentes… As claques…

Os Diabos emitiram um comunicado (www.diabos1982.com) corrosivo para a actuação persecutória dos Dirigentes do Benfica e para o seu “braço-armado” pago pelos contribuintes deste país: a PSP.

Para finalizar, o Director de Segurança do Benfica aparece a dar a cara pelas restrições impostas aos Adeptos da Luz. Finalmente aparece… Devia ter aparecido antes, mas mais vale tarde do que nunca para todos perceberem finalmente quem na realidade está a impedir tudo na nossa Luz. O presidente (será que ainda o é ???) Luís Filipe Vieira continua calado…

Gostava de perguntar também aos especialistas mundiais (especialmente ingleses) quantas claques em Inglaterra (risos) são legalizadas. Ou em Espanha, ou em França, ou na Alemanha, ou em Itália, ou em…

Deve ser o SIMPLEX aplicado aos Ultras…

A luta continua…

publicado por velhoestilo às 09:59
link do post | comentar | favorito

Seja Bem Vindo Sr. Director...

Amanhã há Derby e as expectativas são elevadas para o que poderá acontecer.

Nos últimos dias várias notícias apareceram a esclarecer e a baralhar a posição do Benfica em relação aos seus Adeptos.

Na Amadora, o treinador Camacho elogiou os mesmos adeptos, dizendo que são os melhores do mundo. Quem foi à Amadora sabe quem foram os presentes… As claques…

Os Diabos emitiram um comunicado (www.diabos1982.com) corrosivo para a actuação persecutória dos Dirigentes do Benfica e para o seu “braço-armado” pago pelos contribuintes deste país: a PSP.

Para finalizar, o Director de Segurança do Benfica aparece a dar a cara pelas restrições impostas aos Adeptos da Luz. Finalmente aparece… Devia ter aparecido antes, mas mais vale tarde do que nunca para todos perceberem finalmente quem na realidade está a impedir tudo na nossa Luz. O presidente (será que ainda o é ???) Luís Filipe Vieira continua calado…

Gostava de perguntar também aos especialistas mundiais (especialmente ingleses) quantas claques em Inglaterra (risos) são legalizadas. Ou em Espanha, ou em França, ou na Alemanha, ou em Itália, ou em…

Deve ser o SIMPLEX aplicado aos Ultras…

A luta continua…

publicado por velhoestilo às 09:59
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Setembro de 2007

Nem de propósito...


Ontem levantámos a questão e hoje A BOLA publicou uma caixa acerca do assunto. Como vão descalçar a bota chamada JL? Será que por milagre vai aparecer uma legalização em cima da hora? Ou será que os grupos legais do Sporting vão ser prejudicados pela habitual personagem? Ou será que o “Guarda Abel Vermelho” vai verificar estandarte a estandarte e bandeira a bandeira qual é ou não é da JL? Mas então porque não deixaram os Diabos entrar com uma Bandeira do Benfica? Não percam os próximos capítulos…Porque nós também não !!!!

publicado por velhoestilo às 18:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Nem de propósito...


Ontem levantámos a questão e hoje A BOLA publicou uma caixa acerca do assunto. Como vão descalçar a bota chamada JL? Será que por milagre vai aparecer uma legalização em cima da hora? Ou será que os grupos legais do Sporting vão ser prejudicados pela habitual personagem? Ou será que o “Guarda Abel Vermelho” vai verificar estandarte a estandarte e bandeira a bandeira qual é ou não é da JL? Mas então porque não deixaram os Diabos entrar com uma Bandeira do Benfica? Não percam os próximos capítulos…Porque nós também não !!!!

publicado por velhoestilo às 18:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29


.posts recentes

. Game Over... Insert Coin....

. A ingrata final

. De Londres a Lisboa...

. Á Campeão

. Um Campeão Renovou

. Até Quando?

. É OFICIAL

. Adepto

. Enorme Minoria

. Comunicado Diabos Vermelh...

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.tags

. todas as tags

.links

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds