Quinta-feira, 24 de Julho de 2008

Observando as Estrelas

A primeira vez que vi estrelas nas camisolas foi nos clubes italianos: Um “scudetto” significa o detentor do campeonato (usado pela primeira vez pelo Genoa em 1924 após vencer o seu 8º título), uma estrela significa 10 campeonatos e o “target” fica para o detentor da Taça (havendo depois algumas variações como Taças dos Campeões ou Taças UEFA etc).

As selecções também usam as “estrelas”. Sendo que cada uma significa um Campeonato do Mundo.

Quando soube que o novo equipamento do Benfica iria ter 3 estrelas na camisola fiquei feliz.

Significava para mim não uma jogada genial de marketing (que ao ter sido já redundou em …falhanço) mas a possibilidade de envergar uma “maglia” com mais de 30 campeonatos bordados. Significava mais que o “simples” escudo na manga e muito mais que as t-shirts “Campeão da Taça de Portugal” que a Adidas comercializou após a final em que batemos o Fóculporto de Mourinho.

Não costumo comprar camisolas do SLB. Quando o faço é sempre em situações especiais: as do Centenário ou a última de campeão (mas comprada “por fora” sem patrocínio!!!!). Este ano pensei em fazê-lo. Sempre é uma camisola que significa mais de 30 campeonatos. Histórica portanto.

Pois bem, lojas Adidas e… Onde param as Estrelas?

Parece que só para as camisolas dos jogadores as vão ter.

Ou seja, quem merece as Estrelas, os Adeptos, vão ficar privados das mesmas.

Ignoro se a comercialização das camisolas sem as estrelas é um erro. Caso assim seja não entendo porque o Benfica não exigiu que as mesmas fossem retiradas do mercado e substituídas pelas “boas”, o que demonstra falta de “balls” (as tais BIG que o Souness dizia que o Michael Thomas possuía). Caso não seja um erro e seja uma simples decisão de marketing, bem, aí a minha preocupação vira-se para a incompetência do Marketing do Benfica (que tão boa conta de si tem dado noutras situações) e da própria Adidas. Tal como eu se calhar milhares de Benfiquistas estariam dispostos a ceder ao consumismo e iriam comprar a camisola dado a sua especificidade.

Faltam respostas e esclarecimentos por parte dos responsáveis do Clube para esta situação. É que me parece que se está a varrer o problema para debaixo do tapete.

Falta também alguma união na blogosfera benfiquista para questões como esta. Lanço esse apelo a quem passe por aqui e tenha a curiosidade de nos ler.

Carrega Benfica !

PS: A falta de esclarecimentos atinge também o “affair” Adu. Se por um lado até concordo com o empréstimo, por outro não consegui ainda saber as condições do mesmo e a célebre cláusula de opção do Mónaco.

PS2: Como os bons actos são também para enaltecer, gostava de ver os Críticos do Dir. Desportivo Rui Costa comentar a contratação do Sidnei (confesso que apenas o conheço do FM onde…é craque!!!) que apenas se soube quando já estava contratado. Limpinho.

publicado por velhoestilo às 11:35
link | comentar | ver comentários (8) | favorito

Observando as Estrelas

A primeira vez que vi estrelas nas camisolas foi nos clubes italianos: Um “scudetto” significa o detentor do campeonato (usado pela primeira vez pelo Genoa em 1924 após vencer o seu 8º título), uma estrela significa 10 campeonatos e o “target” fica para o detentor da Taça (havendo depois algumas variações como Taças dos Campeões ou Taças UEFA etc).

As selecções também usam as “estrelas”. Sendo que cada uma significa um Campeonato do Mundo.

Quando soube que o novo equipamento do Benfica iria ter 3 estrelas na camisola fiquei feliz.

Significava para mim não uma jogada genial de marketing (que ao ter sido já redundou em …falhanço) mas a possibilidade de envergar uma “maglia” com mais de 30 campeonatos bordados. Significava mais que o “simples” escudo na manga e muito mais que as t-shirts “Campeão da Taça de Portugal” que a Adidas comercializou após a final em que batemos o Fóculporto de Mourinho.

Não costumo comprar camisolas do SLB. Quando o faço é sempre em situações especiais: as do Centenário ou a última de campeão (mas comprada “por fora” sem patrocínio!!!!). Este ano pensei em fazê-lo. Sempre é uma camisola que significa mais de 30 campeonatos. Histórica portanto.

Pois bem, lojas Adidas e… Onde param as Estrelas?

Parece que só para as camisolas dos jogadores as vão ter.

Ou seja, quem merece as Estrelas, os Adeptos, vão ficar privados das mesmas.

Ignoro se a comercialização das camisolas sem as estrelas é um erro. Caso assim seja não entendo porque o Benfica não exigiu que as mesmas fossem retiradas do mercado e substituídas pelas “boas”, o que demonstra falta de “balls” (as tais BIG que o Souness dizia que o Michael Thomas possuía). Caso não seja um erro e seja uma simples decisão de marketing, bem, aí a minha preocupação vira-se para a incompetência do Marketing do Benfica (que tão boa conta de si tem dado noutras situações) e da própria Adidas. Tal como eu se calhar milhares de Benfiquistas estariam dispostos a ceder ao consumismo e iriam comprar a camisola dado a sua especificidade.

Faltam respostas e esclarecimentos por parte dos responsáveis do Clube para esta situação. É que me parece que se está a varrer o problema para debaixo do tapete.

Falta também alguma união na blogosfera benfiquista para questões como esta. Lanço esse apelo a quem passe por aqui e tenha a curiosidade de nos ler.

Carrega Benfica !

PS: A falta de esclarecimentos atinge também o “affair” Adu. Se por um lado até concordo com o empréstimo, por outro não consegui ainda saber as condições do mesmo e a célebre cláusula de opção do Mónaco.

PS2: Como os bons actos são também para enaltecer, gostava de ver os Críticos do Dir. Desportivo Rui Costa comentar a contratação do Sidnei (confesso que apenas o conheço do FM onde…é craque!!!) que apenas se soube quando já estava contratado. Limpinho.

publicado por velhoestilo às 11:35
link | comentar | ver comentários (8) | favorito
Quarta-feira, 23 de Julho de 2008

Porto-Benfica 2006/2007

Para quem às vezes se esquece o que é o sentimento de ser Ultras...

Os agradecimentos ao autor do vídeo.

publicado por velhoestilo às 00:04
link | comentar | ver comentários (4) | favorito

Porto-Benfica 2006/2007

Para quem às vezes se esquece o que é o sentimento de ser Ultras...

Os agradecimentos ao autor do vídeo.

publicado por velhoestilo às 00:04
link | comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 22 de Julho de 2008

Obrigado...por quase tudo

Comecei a frequentar o velhinho Estádio da Luz na época 1989/90. Levado pelo meu pai para o novo terceiro anel (do lado da Av. General Norton de Matos) lembro-me de ficar embevecido com as bandeiras gigantes que esvoaçavam na central. Isso deu o “click” necessário para outra história mas não é a que vos vou contar hoje.

Lembro-me de “estrelas” (sim.. “estrelas”) do futebol Mundial que passaram por essa equipa. Os “redes” eram o Bento e o Silvino. Tínhamos o Aldair, o Ricardo Gomes, o Veloso, o Chalana (já em fim de carreira), o Valdo, o Thern, o Diamantino e o Paneira. O “mauzinho” Elzo e um Paulo Sousa a dar os primeiros passos. Na frente o “mítico” Magnusson , o César Brito (uma espécie de Nuno Gomes) e o Vata (aquele da mão).

Na época seguinte vi desfilar mais “estrelas”: o Rui Aguas, o Schwarz, o Rui Costa, o Isaías, o Iuran e o Kulkov. Começaram a aparecer os “Validos”, os “Hugos Costa” e os “Joões Pires”. Em 1992 chegaram duas: o Futre e o João Pinto. O João Vieira Pinto. Se o primeiro se quedou por uma época, por um contracto financiado pela RTP que manteve o Benfica no “prego” até tempos bem recentes mas fez umas das mais fantásticas exibições que vi ao vivo um jogador fazer (a final da Taça frente ao Boavista), o segundo marcou uma Era.

Se vos disser que após o JVP não houve 10 jogadores que me encheram as medidas no Benfica estarei a mentir? Bem, vamos contar:

- em 94/95 chegou o Michel Preud’homme-

- em 96/97 o brasileiro Amaral

- em 97/98 o Gamarra e o Poborsky

- em 00/01 o Van Hooijdonk

- em 01/02 o Simão Sabrosa

- em 05/06 o Miccoli

- em 06/07 o Rui Costa

Se não contar com o Aimar (que ainda não vi jogar) ficamos com… 8.

Número mítico que de 1992 até ao ano 2000 foi envergado pelo JVP.

Hoje o João Pinto despediu-se do futebol. Foi com mágoa que o vi sair do Benfica da maneira que saiu. Foi com mágoa que perdi a aposta que fiz comigo mesmo que nunca iria marcar um golo ao Benfica.

Hoje o JVP foi questionado acerca do seu melhor e pior momento no futebol.

Em relação ao melhor não falou nada em concreto. O pior a agressão ao árbitro Angel Sanchez no Mundial 2002.

Eu tenho a minha opinião. O melhor a noite chuvosa em que assisti em Alvalade a um recital de futebol e a um jogo mágico. O pior? O dia em que o JVP foi apresentado no Sporting. Não por ter sido esse o rumo. Mas pelo entoar de cânticos vindos das bancadas. “Quem não salta é lampião!”. O JVP saltou. O Paulo Bento (apresentado ao seu lado) estava quieto.

Esse momento marcou a minha admiração pelo JVP. Consigo entender a sua mágoa com o Presidente Vale e Azevedo. Consigo até entender alguma pelo Benfica. Mas já lhe devia ter passado.

Despeço-me não do “menino de ouro” mas do “grande artista”. Agradeço-lhe quase tudo o que fez no Benfica.


PS: à margem deste post deixaram um comentário no Blog para o pessoal que vai aos jogos fora visitar este espaço.

publicado por velhoestilo às 23:41
link | comentar | ver comentários (5) | favorito

Obrigado...por quase tudo

Comecei a frequentar o velhinho Estádio da Luz na época 1989/90. Levado pelo meu pai para o novo terceiro anel (do lado da Av. General Norton de Matos) lembro-me de ficar embevecido com as bandeiras gigantes que esvoaçavam na central. Isso deu o “click” necessário para outra história mas não é a que vos vou contar hoje.

Lembro-me de “estrelas” (sim.. “estrelas”) do futebol Mundial que passaram por essa equipa. Os “redes” eram o Bento e o Silvino. Tínhamos o Aldair, o Ricardo Gomes, o Veloso, o Chalana (já em fim de carreira), o Valdo, o Thern, o Diamantino e o Paneira. O “mauzinho” Elzo e um Paulo Sousa a dar os primeiros passos. Na frente o “mítico” Magnusson , o César Brito (uma espécie de Nuno Gomes) e o Vata (aquele da mão).

Na época seguinte vi desfilar mais “estrelas”: o Rui Aguas, o Schwarz, o Rui Costa, o Isaías, o Iuran e o Kulkov. Começaram a aparecer os “Validos”, os “Hugos Costa” e os “Joões Pires”. Em 1992 chegaram duas: o Futre e o João Pinto. O João Vieira Pinto. Se o primeiro se quedou por uma época, por um contracto financiado pela RTP que manteve o Benfica no “prego” até tempos bem recentes mas fez umas das mais fantásticas exibições que vi ao vivo um jogador fazer (a final da Taça frente ao Boavista), o segundo marcou uma Era.

Se vos disser que após o JVP não houve 10 jogadores que me encheram as medidas no Benfica estarei a mentir? Bem, vamos contar:

- em 94/95 chegou o Michel Preud’homme-

- em 96/97 o brasileiro Amaral

- em 97/98 o Gamarra e o Poborsky

- em 00/01 o Van Hooijdonk

- em 01/02 o Simão Sabrosa

- em 05/06 o Miccoli

- em 06/07 o Rui Costa

Se não contar com o Aimar (que ainda não vi jogar) ficamos com… 8.

Número mítico que de 1992 até ao ano 2000 foi envergado pelo JVP.

Hoje o João Pinto despediu-se do futebol. Foi com mágoa que o vi sair do Benfica da maneira que saiu. Foi com mágoa que perdi a aposta que fiz comigo mesmo que nunca iria marcar um golo ao Benfica.

Hoje o JVP foi questionado acerca do seu melhor e pior momento no futebol.

Em relação ao melhor não falou nada em concreto. O pior a agressão ao árbitro Angel Sanchez no Mundial 2002.

Eu tenho a minha opinião. O melhor a noite chuvosa em que assisti em Alvalade a um recital de futebol e a um jogo mágico. O pior? O dia em que o JVP foi apresentado no Sporting. Não por ter sido esse o rumo. Mas pelo entoar de cânticos vindos das bancadas. “Quem não salta é lampião!”. O JVP saltou. O Paulo Bento (apresentado ao seu lado) estava quieto.

Esse momento marcou a minha admiração pelo JVP. Consigo entender a sua mágoa com o Presidente Vale e Azevedo. Consigo até entender alguma pelo Benfica. Mas já lhe devia ter passado.

Despeço-me não do “menino de ouro” mas do “grande artista”. Agradeço-lhe quase tudo o que fez no Benfica.


PS: à margem deste post deixaram um comentário no Blog para o pessoal que vai aos jogos fora visitar este espaço.

publicado por velhoestilo às 23:41
link | comentar | ver comentários (5) | favorito
Segunda-feira, 21 de Julho de 2008

Parece a novela dos Reforços


(Agradecimentos ao TM pela imagem)
publicado por velhoestilo às 09:30
link | comentar | ver comentários (6) | favorito

Parece a novela dos Reforços


(Agradecimentos ao TM pela imagem)
publicado por velhoestilo às 09:30
link | comentar | ver comentários (6) | favorito
Domingo, 20 de Julho de 2008

Entrevista LFV na RTP e mais umas coisas...

Para poder ver a entrevista é aqui.

Entretanto ontem tive oportunidade de ver o Benfica pela primeira vez esta época (como a maioria dos benfiquistas que ainda não foram ao centro de estágio ver algum treino).

Sinceramente gostei.

O Balboa é melhor do que pensava, o Yebda parece-me um bom reforço e o Carlos Martins jogou francamente bem. Excelentes pormenores na segunda parte do André Carvalhas (finalmente um bom produto das escolas...) e do Sepsi (por mim ficaria no plantel).

O Luis Filipe é claramente um corpo estranho ao Clube. O Ruben Amorim tem de aprender a correr. Do Urreta praticamente nada se viu mas atenção ao miúdo Nélson Oliveira. 16 aninhos e já joga com os "graúdos"...
publicado por velhoestilo às 17:55
link | comentar | ver comentários (1) | favorito

Entrevista LFV na RTP e mais umas coisas...

Para poder ver a entrevista é aqui.

Entretanto ontem tive oportunidade de ver o Benfica pela primeira vez esta época (como a maioria dos benfiquistas que ainda não foram ao centro de estágio ver algum treino).

Sinceramente gostei.

O Balboa é melhor do que pensava, o Yebda parece-me um bom reforço e o Carlos Martins jogou francamente bem. Excelentes pormenores na segunda parte do André Carvalhas (finalmente um bom produto das escolas...) e do Sepsi (por mim ficaria no plantel).

O Luis Filipe é claramente um corpo estranho ao Clube. O Ruben Amorim tem de aprender a correr. Do Urreta praticamente nada se viu mas atenção ao miúdo Nélson Oliveira. 16 aninhos e já joga com os "graúdos"...
publicado por velhoestilo às 17:55
link | comentar | ver comentários (1) | favorito

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29


.posts recentes

. Game Over... Insert Coin....

. A ingrata final

. De Londres a Lisboa...

. Á Campeão

. Um Campeão Renovou

. Até Quando?

. É OFICIAL

. Adepto

. Enorme Minoria

. Comunicado Diabos Vermelh...

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.tags

. todas as tags

.links

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds