Segunda-feira, 17 de Maio de 2010

Foi Bonita a Festa Pah

E pronto, a época portuguesa finalmente terminou…

Com os nossos festejos de Campeão a inundarem ruas de todo o país (tirando os Aliados e uma qualquer praceta em Braga onde parece não chegou o 25 de Abril) o Benfica demonstrou as razões porque é um gigante. Segundo alguns meios de comunicação estiveram cerca de 200 mil pessoas no Marquês de Pombal (outros apontavam para metade…) e esses números são suficientes para suplantar (de longe…) as celebrações de Chelsea, Inter e Barcelona (para falar dos campeonatos mais cotados). De longe o clube português com mais adeptos… De longe…

Não me quero alargar muito acerca do jogo com o Rio Ave. Uma vitória pela margem mínima em que o principal motivo de interesse era (a partir de determinado momento) perceber se o Cardozo suplantava o Falcao na lista dos melhores marcadores. Conseguiu. E assim coroou-se de glória uma época que, convenhamos, tirando um ou outro pormenor me sinto abençoado por assistir. Abençoado por frequentar diversos estádios por onde jogou este Sport Lisboa e Benfica de Jorge Jesus (e de Luis Filipe Vieira… e de Rui Costa…). Estádio cheio. Uma festa linda.
No entanto (infelizmente) nos grupos do Benfica não se realizou nada de extraordinário. Sendo que a Norte ainda se conseguiu “manchar” um pouco a festa com arremessos irresponsáveis de tochas que atingiram sócios do Benfica… A rever…

Apoio quanto baste e alguma cor. Mas nada de extraordinário, a Norte e a Sul, para o que já fora visto anteriormente.



Voltemos à época…Agora que os festejos praticamente terminaram... de A a Z...

A – Amorim

Desde que chegou ao Benfica nunca teve estatuto de “intocável”. Lembro-me que na primeira época acabado de chegar ao Benfica foi dado como um dos “dispensáveis”. A verdade é que o Ruben é porventura dos jogadores aos quais mais facilmente se cola o epíteto “jogador à Benfica”. Um lutador. Um adepto em campo. Um campeão. Um jogador à Benfica.

B – Braga

No início da temporada quando o Jorge Jesus disse que o Braga se ia intrometer na luta pelo título praticamente ninguém acreditou. A verdade é que a equipa arsenalista esteve na luta até ao fim. Foi ajudada aqui e ali? Foi. Sem qualquer dúvida. O “staff” bracarense demonstrou uma enorme falta de fair Play? Sim. Sem dúvida. Os adeptos bracarenses andam a semear uma tempestade? Andam. Mas apesar disso tudo, uma equipa menor como o Sporting de Braga a fazer uma época como esta é sempre de aplaudir… Especialmente porque deixaram os Andrades de fora da Champions…

C – Coimbra

Após a vitória (sofrida) em Coimbra começou a saga dos “Reservados”. O sentimento era comum à maioria dos Benfiquistas: este título vai ser nosso. Para tal foi necessário bater uma Académica muito bem orientada e com bons momentos de futebol. O nosso destino, o de vencer, começou a surgir mesmo na capital dos estudantes.

D - Di Maria e David Luiz

Quem diria? As “mãos” do Jorge Jesus transformaram um jogador inconstante, inconsequente e demasiado perdulário num talento do futebol. Bem, o talento estava inato, mas o trabalho de Jesus é particularmente palpável no extremo argentino… Ele e o Fábio Coentrão serão provavelmente as melhor “aquisições” da Era Jesus.

No centro da defesa finalmente o David Luiz explodiu. Longe vai a prestação paupérrima em AlvaLidl na Era Quique Flores… Menino bonito da Luz, o David Luiz é porventura (a par do DI Maria) o activo mais vendável e rentável para a SAD Benfiquista. E com muita pena é possível que o percamos em breve. Espero que não, pois vejo no David Luiz as qualidades de um Capitão para o Benfica.

E - Estádio da Luz

Desde o início que desejei que este título fosse conquistado na Luz. Não que o resto do País não o merecesse, mas a Luz este ano foi uma fortaleza inexpugnável para os nossos adversários e voltou a ser um inferno. A Luz, o povo da Luz, merecia este título in loco… Uma época de Ouro para a nossa casa…

F - Figueira da Foz

Um jogo diabólico. Uma noite fantástica. Uma noite à Benfica.

G – Goleadas

Foram 13 no total: Poltava, Vit. Setúbal, Belenenses ,Leixões (2 vezes), Monsanto, Everton Nacional , Académica, Marítimo, Sporting, Hertha Berlin e Olhanense. O Jorge Jesus prometeu que a equipa ia jogar o dobro. Este Benfica demonstrou um futebol ofensivo que não me recordo de ver na Luz em 18 anos de Sócio. Futebol espectáculo a chamar adeptos ao estádio.

H – Humildade

A equipa sempre a teve. Mesmo o Jorge Jesus. A alguns adeptos faltou. Ás réplicas do “Reservado” (ideia brilhante) que se multiplicaram pelo país fez bem a derrota no Dragão. A Humildade é um dos segredos do sucesso. Humildade e Trabalho.

I - Inverno.. Mercado de..

Janeiro trouxe-nos o Eder Luiz, o Kardec e o Airton. Destes três, só o último mostrou qualidades para entrar de imediato nas escolhas de Jesus. Um “craque”. Vimos partir o Keirrison (que nunca percebi o que veio cá fazer) e pelos vistos o Ruben Micael foi vetado pelo Jesus. O Mercado de Inverno trouxe-me um dissabor. Custou-me ver o João Pereira com a camisola das osgas, mas bastou-me um Sporting – Benfica para a Taça da Liga para perceber porque não tinha lugar neste plantel…

J - Jorge Jesus

Há poucos dias o Freitas Lobo publicou um texto acerca do Jorge Jesus e da sua importância neste Benfica. O Jesus é porventura o principal obreiro deste título. Usou a sua sagacidade na preparação de jogos, na construção de uma equipa e sobretudo na capacidade de dar confiança e fazer “crescer” um plantel. Este título tem vários méritos, mas a ovação com que a Luz brindou o seu nome nos festejos do Título não deixam margem para dúvidas: Jesus deixou de ser o “Mourinho dos Pobres”… Passou a ser Jorge Jesus. Treinador Campeão pelo Sport Lisboa e Benfica.

K – Kardec

Por vezes uma noite pode fazer a diferença numa carreira. Outras vezes nem por isso. Kardec foi o Herói no Velodrome na minha mais fantástica noite europeia (ao nível de Anfield by Simão e Miccoli). Não sei o futuro de Kardec no Benfica, mas aquele golo em Marseille ficará sempre colado à sua carreira no Glorioso. Espero que não se fique por aí…

L - Luis Filipe Vieira

Sou muito crítico da gestão Vieira. Especialmente porque tenho alguma dificuldade em lidar com personalidades que prometem e não cumprem. Vieira foi (e é) assaz nessa vertente. No entanto, esta época prometeu uma equipa competitiva. E dizem que a escolha do Jorge Jesus foi dele. Cumpriu. E pelo meio ainda falou menos para a comunicação social. Se este mandato continuar este trabalho desportivo assumo que pela primeira vez terá o meu voto nas próximas eleições.

M – Mantorras

A situação do Mantorras tem demasiados culpados. Em primeiro lugar a lesão que foi mal curada pelo departamento Médico do Benfica. Depois o Presidente Vieira que sempre o “protegeu” das dispensas (lembram-se da rábula com o Koeman???). O povo da Luz, que via num Mantorras a entrar em campo a coxear um ídolo também não ajudou. E finalmente o próprio Mantorras, que se deixou iludir por toda essa “teia”. Neste momento parece triste e só. Não o merecia… e a culpa meus caros… é bem nossa.

N - Nuno Gomes

Por muito que custe ao Luisão (e dizem as más línguas que custa um bocadinho) é o Nuno Gomes o capitão do Benfica. Esta época entrou a espaços na equipa e mesmo nessas ocasiões as suas exibições já anunciam um final de carreira. No entanto, e quando porventura nos preparamos para a sua última época em campo, tenho orgulho neste Capitão. Dos melhores que já vi passar pela Luz…

O - Oscar Cardozo

“Ele marca Um… Ele marca Dois… Ele marca Três e nós cantamos outra vez…” Oscar “Tacuara” Cardozo. Um goleador máximo no campeonato nacional made in Benfica. Desde o Rui Águas que não tínhamos um goleador deste calibre. De “encostado à linha” pelo Quique Flores ao máximo goleador do Campeonato foi num ápice. Bastou a mão de Jesus… E mesmo com algumas falhas técnicas gritantes e penalty’s falhados, o “Tacuara” mostrou que é ponta de lança para o Benfica… resta saber por quanto tempo…

P – Pedroto

Ficaram famosas as imagens do Pinto a falar com a imagem do Pedroto e a prometer-lhe o título de Campeão. Uma profissão de Fé… O Fóculporto deste ano esteve muito longe do poderio interno demonstrado em épocas anteriores. Não que tenha feito uma péssima época, mas o Braga e o Benfica foram claramente superiores. O discurso anti-Benfica e a urticária e falta de desportivismo que lhes provocou a possível conquista do título por parte do Benfica no seu estádio como os festejos (tímidos) da conquista da Taça de Portugal com o nome do Benfica sempre presente demonstram mais uma vez que o Fóculporto é um clube que não sabe ganhar e não sabe perder… E isso só a Natureza poderá mudar…

Q – Queiroz

O Carlos dos Donuts nunca conseguiu conquistar a opinião pública nacional quando substituiu Scolari. Foi obrigado a uma tarefa de reconstrução da equipa mas mesmo assim algumas das suas escolhas deixaram muito a desejar. Se prometeu convocar (ao contrário de Scolari) os jogadores em melhor forma não o tem cumprido. E se não ponho em causa a não chamada de Quim ou Carlos Martins para o Mundial, já me parece que o Nuno Gomes e o Ruben Amorim (e o João Moutinho) tinham lugar neste Selecção. Não é que o assunto “Selecção Nacional” me desperte grande importância, mas…

R - Rui Costa

Este ano o Maestro não brilhou como na anterior. A sua situação no Benfica parece um pouco dúbia e neste momento parece-me que as funções de Director Desportivo passam mais (repartidas) pelo Jesus e o presidente Vieira do que pelo Rui Costa. As declarações do Presidente Vieira em que constantemente chama a si (e ao treinador) os louros da vitória ainda contribuem para tornar mais densa a nuvem, nuvem essa que não invalida que tenha sido dos mais eufóricos nos festejos, festejando como se não houvesse amanhã... Na próxima época como será?

S – Superga

Mais uma vez um assunto esquecido nas hostes Benfiquistas. Ano após ano a Tragédia que vitimou a melhor equipa de sempre do Torino após um jogo com o Benfica é esquecida. Fez há poucos dias 61 anos…

T – Túneis

Os “Andrades” continuam (injustamente…) a apelidar este campeonato como o Campeonato dos Túneis. Além do mau perder gritante, esquecem-se das “exibições” das suas filiais de Braga e de Olhão frente ao Benfica. Não ponho em causa que os castigos do Hulk ou do Vandinho sejam justos ou não, o que me parece demoníaco é tentar diminuir o melhor futebol praticado em Portugal desde o Fóculporto de Bobby Robson a uma vitória de túneis… Sejamos sérios…

U – União

Talvez seja a União do Grupo um dos segredos do Jesus. Nunca o iremos saber. A verdade é que esta época (tirando o Mantorras) não teve “casos” no balneário… E tal se deve a uma incrível união de toda a estrutura. A continuar assim este Benfica será cada vez mais forte.

V – Velodrome

Como disse anteriormente: a mais fantástica noite europeia que vivi. Sempre desejei ver o Benfica no palco do maior clube francês. Consegui e logo com uma vitória. Nessa noite não acredito que não houvesse um benfiquista que não sonhasse com a final de Hamburgo…

W – Weldon

O Joker de Jesus. O talismã resgatado por “tuta e meia” aos brasileiros do Sport Recife. Weldon prova que um bom jogador, motivado e devidamente enquadrado não necessita de custar milhões para ser útil a uma equipa vencedora… E aposto com quem quiser que era titular “de caras” no clube das Osgas…

X - Xanana Gusmão

Era difícil encontrar um “X’s” mas a deslocação do Presidente Vieira e do Capitão Nuno Gomes a Timor Leste facilitou a escolha. Foram célebres as imagens do Xanana com o chapéu do Benfica há alguns anos atrás. O Benfica, e a recepção ao Benfica, em Timor mostra porque o Presidente Vieira tem razão ao afirmar que o Benfica não é um clube lisboeta. É muito mais do que isso…. Somos Enormes.

Y - You'll never walk alone

Foi porventura o meu maior dissabor desportivo esta temporada. Na terceira vez em Liverpool (a segunda esta época) sai frustrado. Não que o Jorge Jesus já não nos tivesse preparado quando vi o 11 que entrou em campo, mas a maneira como fomos “comidos” tacticamente em Anfield deixou-me desolado… Em Liverpool esfumou-se o sonho de vencer a Liga Europa. E acredito que nos próximos anos não voltaremos a ter tal possibilidade… Mais que não seja porque o lugar do Benfica será na Champions League… o sonho de ver o Benfica numa final europeia fica adiado… até quando?

Z – Zé Eduardo Bettencourt

Quando surgiu a noticia que o JEB seria o próximo presidente do Zporting nunca pensei que o clube das osgas conseguisse ir tão baixo. O discurso de vitória tentava galvanizar uma massa adepta descrente. Foi sol de pouca dura. Despediram o treinador que mais perto esteve do título, fizeram demasiadas contratações erradas e para culminar contrataram um director desportivo e um treinador que têm tanto de cultura zportinguista como eu percebo de pesca submarina… Uma continuação de tiros nos pés é o que desejo à agremiação do Lumiar… Pois um passado recente de subserviência aos amigos nortenhos (a Santa Aliança) não lhes faz por merecer melhor sorte…

Fechamos assim uma época de Ouro na história do Sport Lisboa e Benfica. É altura de ir a banhos e sermos intoxicados todos os dias com novidades de reforços e saídas do plantel. É a silly season… mas não era capaz de viver sem ela…

Carrega Benfica !!!
publicado por velhoestilo às 16:31
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
Sexta-feira, 14 de Maio de 2010

Até quando ?

Aqui

(conto no fim de semana voltar a escrever sobre Futebol e Adeptos... até lá...)

Adenda:

Pelos vistos, e segundo vários jornais (como este) já desmentiram a notícia adiantada pela Benfica TV.

Além de lamentar que um Órgão de Comunicação do Benfica dê como notícia (pelos vistos) um mero boato lançando o "pânico" e dando azo a mais manifestações de intolerância e pura estupidez (deixei algumas aqui no Blog...), pior ainda foi a posição de alguns jornais (como o Público) que transmitiram a notícia...

O Preto fica... de Vergonha...
publicado por velhoestilo às 16:13
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Quarta-feira, 5 de Maio de 2010

Perder a Batalha...Vencer a Guerra

Este clássico era demasiado especial para ser perdido, e como tal os Benfiquistas responderam em massa: foram cerca de 3.000 os que se deslocaram ao Porto num domingo à noite, fazendo crença numa conquista do Título de Campeão que teria tudo de dramático para o maior rival dos últimos anos.

Do outro lado não estava apenas uma equipa. Estava uma região (ou cidade…) que faz do ódio ao Benfica (e a Lisboa) ainda a sua principal bandeira em pleno século XXI. Identifico tal não como “bairrismo” mas um “autismo cultural”. Problema deles… Apesar da vitória (bem conseguida e sem espinhas pela nossa segunda parte…).

O Dragão parecia as antigas “Antas”. Com os seus defeitos e virtudes. Apoio puro e simples ao Fóculporto? Pouco… A maioria dos cânticos e gestos eram dirigidos ao Benfica e aos seus adeptos. Penso que no fundo espelha a grande diferença entre o Benfica e os demais. São raros os jogos na Luz em que se canta algo contra os rivais. Provavelmente apenas nos jogos contra eles, e mesmo assim…pouco. A “turba” benfiquista move-se por outros valores. Ainda bem…

Quanto aos terceiros visados na prosa (o clube dos Viscondes) a atitude festiva dos 3.000 (!!! – conheço malta com mais amigos no Facebook…) que foram ao AlvaLIDL apoiar(?) a equipa frente à Naval diz tudo acerca da sua pequenez. E é cada vez maior a distância que nos vai separar. Culturalmente são já um clube sombra. Como os seus “eternos” amigos Andrades também nutrem um especial ódio pelo Benfica que alguns misturam com uma dose de paixão pelo seu clube, mas não conseguem dar o salto. Não têm cultura de vitória. Ponto.

Voltando ao jogo em si, no Estádio , e sem o olho clínico (e fácil…) das tv’s e dos comentadores pareceu-me uma vitória justíssima do fóculporto. A demonstrar que a atitude de festa e de “reservas” de alguns não nos leva mais rapidamente às vitórias que procuramos. Nada é certo no futebol, e se por obra do acaso este titulo não voar (como é merecido) para a nossa Luz (onde desde o início o quis festejar) o meu principal desagrado irá certamente para a atitude festivaleira com uma mão cheia de nada de certa franja benfiquista. Mas calma… Isso certamente não irá acontecer…

Nas bancadas, e tirando o ambiente de “guerrilha” anteriormente falado, foi dos clássicos mais fracos a que assisti. Coreograficamente falando, e apesar de não desgostar assim tanto do “tifo” dos SD, não achei nada de extraordinário. O Colectivo ao contrário de anos anteriores em que nos brindava com coreografias excelentes foi praticamente inexistente (a frase para o Jesus foi talvez o único apontamento mais positivo, fazendo lembrar os derby’s italianos dos anos 80) e na curva benfiquista o apoio foi excelente nos primeiros minutos mas rapidamente esbarrou na falta de coordenação. E o avolumar de um resultado negativo também não ajudou…

Penúltima palavra para a PSP: se com o cortejo e entrada no Estádio as coisas nem correram muito mal, com a devida protecção ao SLB foi uma vergonha. Mais vergonhosa é a figura do Comissário destacado a desmentir tudo o que vimos na televisão. E andamos todos nós a pagar a estes xerifes aldrabões....

A última palavra é para todos nós. Domingo às 18h é imperativo vencer o Rio Ave. Não podemos aceitar outro resultado. É soltar o Benfica que nos encheu de magia toda esta época. É simples. Repetir a receita de sempre frente a um clube que nada tem a ganhar ou a perder. Vencer. Vencer. Vencer…

Uma Luz cheia, de povo em festa…

Carrega Benfica !!!
publicado por velhoestilo às 11:08
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29


.posts recentes

. Game Over... Insert Coin....

. A ingrata final

. De Londres a Lisboa...

. Á Campeão

. Um Campeão Renovou

. Até Quando?

. É OFICIAL

. Adepto

. Enorme Minoria

. Comunicado Diabos Vermelh...

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.tags

. todas as tags

.links

.mais sobre mim

blogs SAPO

.subscrever feeds